Logo do Livro O ABC de um Mestre - Manual de Mapeamento das Emoções.

Dissolução da energia sexual

Livro O ABC de um Mestre – Manual do Mapeamento das Emoções – O Caminho para o Reconhecimento da Sagrada Presença Eu Sou

Post A dissolução da energia sexual

Dissolução da energia sexual

Quando o sexo se torna mais importante que o relacionamento, é hora de avaliarmos, se estamos exercendo o autorrespeito ou o respeito com o outro.  

Os relacionamentos estão passando por profundos ajustes, o que já era esperado, diante das mudanças vibracionais, que não só o planeta está passando, mas também a humanidade toda. Individualmente estamos nos tornando diferentes do que éramos ontem, essas mudanças acontecem todos os dias, pois nada do que experimentamos será aproveitado neste agora.  

Os relacionamentos baseados no egoísmo, “cada um por si’, já não fazem mais sentido. 

O despertar da consciência tem-nos revelado cada vez mais, em verdadeira essência, e isso é libertador, pois nos liberta da dor de experimentar dependências nos relacionamentos, principalmente emocionais e sexuais.   

Qualquer tipo de dependência é um atraso em nossas vidas, mas essas duas são as piores, fazendo com que nos tornemos submissos nas mãos dos narcisistas ávidos por dor e controle da dor do outro.  Na experiência tridimensional, nós nos relacionamos com memórias, em uma infinita repetição de padrão, principalmente de abusos, violência sexual, permissividade e desrespeito, em vários âmbitos, vindos geralmente de pessoas próximas (familiares abusivos).  

Livro o ABC de um Mestre

A sexualidade, na velha energia, foi usada para procriação e prazer, energia primitiva de base totalmente reptiliana; por mais prazer que a atividade sexual possa trazer, ainda assim um orgasmo é uma sensação, que dura de 5 a 15 segundos, efêmera como um espirro, ou pode ser uma cascata de sensações, mas sempre prazer momentâneo, que tenta preencher vazios emocionais.  

A falta de apetite sexual pode ser por muitos fatores, mas antes da disfunção sexual, já aconteceu disfunção emocional, a disfunção de olhar o parceiro como Alma, já ouve o desrespeito, grosserias, falta de comprometimento ou responsabilidade com o ambiente em que vivem.  

As mulheres, por muitas eras, estiveram se relacionando com homens que tiveram suas iniciações sexuais com “prostitutas” ou “serviçais domésticas”, incentivados por uma vaidade da velha educação patriarcal machista, em que o respeito ao feminino não existia.  Na realidade, nesta dimensão de experimentos emocionais, os relacionamentos acabam, quando o apetite sexual diminui, tendo em vista que o amor foi relacionado a sexo na expressão “fazer amor”.

 Provando com isso que a ignorância humana não mediu esforços para provar a própria inconsciência em relação à energia mais Sagrada do Universo.   

Evidentemente a inconsciência, em que todos estivemos envolvidos, faz jus à estupidez, em relação ao ato sexual também.  

O desequilíbrio emocional é tão grande em relação ao sexo, que o órgão genital de uma pessoa acaba sendo mais importante que a pessoa toda, ou a pessoa em si. Muitos casais estão se separando por falta de maturidade emocional em relação à sexualidade, que está se dissolvendo sem reconhecer a grandeza da Alma do parceiro (a). Infelizmente o chacra básico esteve ditando as regras.   

Com as mudanças de frequências planetárias, tudo o que é denso, está se potencializando para limpeza, e a sexualidade, uma das energias mais densas da 3ª D, está totalmente exposta, e tudo vindo à tona para o reconhecimento e liberação.

Quando expandimos, além dos próprios vícios de comportamentos da programação mental, reconhecemos os valores de nossos parceiros, além das genitálias. 

O prazer da companhia se dá pela energia que integram e não mais por um prazer momentâneo.   

Quem sabe não são essas mudanças que darão uma nova energia para o ato sexual!   

Se tudo na velha energia está sendo limpo e transmutado, faz sentido acreditar que também as energias das relações sexuais passarão por uma limpeza, fazendo parte do sonho de muitos de nós, que buscam o sexo sagrado. 

Conjecturas apenas.   

Vejam, os relacionamentos sexuais, que nos serviram de material de aprimoramento e estudos sobre nós mesmos, estão perdendo a validade, e os mestres que nos inspiram a avançar também estão podendo se aposentar das funções de espelhos, tornando-se cada dia menos necessários.   

Essa percepção não é somente uma opinião, mas sim uma constatação de parte dos relatos que tenho ouvido de diversas “fontes humanas”.  

Relacionamentos da velha experiência, em que predominam as energias de manipulação, controle, ciúme, dissimulação, oportunismo, sexo com condições ou intenções, não faz sentido para o Novo Humano, pois esses Novos Humanos não se sujeitam mais aos caprichos do ego, reconhecem-se como Energia Crística, e não mais servirão ao próprio ego e muito menos a experiências que não desejam mais fazer.  

Nas velhas relações, o casal olhava para fora, reconhecendo no outro as próprias sombras. 

Na Nova Energia, ambos olham para si mesmos

e caminham na mesma direção, facilitando o caminhar de todos, pois já reconheceram e se libertaram das emoções compartilhadas na dor.  

Apreciar as partidas e apreciar as chegadas. O universo se movimenta o tempo todo, é preciso aprendermos a nos movimentar nesse mesmo ritmo, lembrando-nos de que somos o universo o tempo todo.  

Isso é Liberdade!    

Essa percepção sobre si mesmo lançará cada um em sua nova fase de percepção da própria vida; as novas habilidades, o novo modo de olhar as experiências sem esses compromissos de dor em relação à sexualidade, garantindo o reconhecimento do valor humano nas relações conjugais. 

Acredito que quem estiver pronto, e soltar as velhas formas de se relacionar, encontrará, nesses movimentos, os seus verdadeiros companheiros ou companheiras.  

Banner Quadro de Jesus Amado

Os encontros de Alma por afinidade energética, em padrões mais elevados de consciência, estão marcando uma nova história na vida da humanidade. 

Muitos já estão experimentando essa nova forma de se relacionar, mas acredito que ainda não estejam totalmente conscientes de como essa mudança está acontecendo de fato.  

Esse é o novo humano, esse que tem feito a diferença, transformando a ilusão em Verdades Divinas, primeiro em si mesmo, e depois abrangendo o campo em que vive.  

Como a mudança é global, não importa onde estejamos localizados geograficamente, o balanço é geral, os ventos da mudança estão soprando forte, precisamos apenas ajustar as velas e confiar que, mesmo o vento sendo forte, é extremamente saudável, para que possamos muitas vezes sair da zona de conforto, em manter necessidades primitivas, que estão sendo deixadas e se tornando distantes do campo, com bastante evidência.  

Esse é o motivo de estarmos em busca de relações saudáveis, baseadas no coração, totalmente desconhecidos pela mente, que até então só buscou o prazer.  

Os contratos cármicos literalmente encerrados para muitos de nós, permite-nos avançar cada vez mais ao encontro dos Propósitos Divinos, que agora elegantemente estamos nos tornando.  Elegância é a leveza em tudo, inclusive nas relações, porque leves nos unificamos com o Todo; a leveza nos movimenta em apostar no sucesso do outro, mesmo que esse sucesso nos coloque em apenas assistir, sem que necessariamente participemos do voo.   

Observar a beleza das relações, sem apego, é um lindo presente que nos damos, quando nos tornamos conscientes da nossa liberdade.  

Tornamo-nos tão livres, que as relações se tornam um prazer e não mais um peso constante de ficarmos tentando agradar o outro, tentando sanar feridas que não são necessariamente nossas.  

Liberdade é não querer ninguém para si, mas querer cada um para si mesmo, reconhecendo que, se todos alçarem voo juntos, a chegada é garantida.  

Já estivemos na crista da onda, em mares revoltos, rolamos barrancos e enfrentamos dentro de nós diversos movimentos causados por nossas emoções, que muitas vezes pensávamos não conseguir atravessar essas tormentas, mas fomos fortes e atravessamos.   

Conseguimos chegar a lugares, onde os ventos estão mais tranquilos para alguns e mais fortes para outros, cada um sentindo a força das energias de acordo com as suas próprias necessidades.

Vejam bem! Tudo o que quisermos manter, como esteve até agora, sofrerá abalos. Os velhos comportamentos não cabem em uma nova proposta de vida em que a referência energética é o AMOR.   

O convite está sendo feito para todos, é uma festa, uma conclusão de curso, é hora de voltar para casa, mas nem todos soltarão os efêmeros brinquedos, que também é uma escolha aceitável.   

Todas as escolhas são respeitadas!  

E tudo faz parte da história de cada um.

Créditos:

  • Autora: Márcia Vasques
  • Revisora: Lúcia Miranda Rosa
  • Arte & Edição: Larah Vidotto

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Manual do Mapeamento das Emoções

O Caminho para o Reconhecimento da Sagrada Presença Eu Sou

plugins premium WordPress