Logo do Livro O ABC de um Mestre - Manual de Mapeamento das Emoções.

Chamado do Amor (Sempre o Amor)

Livro O ABC de um Mestre – Manual do Mapeamento das Emoções – O Caminho para o Reconhecimento da Sagrada Presença Eu Sou

Post Chamado do Amor (sempre o Amor)

Chamado do Amor (sempre o Amor)

Queridas Almas em expansão, tudo aqui neste planeta é o Amor manifesto, mas não em sua essência. Ainda! Estamos chegando lá!   

Amados meus, que momento único estamos vivendo nesse nessa amada e velha Terra! 

Quantas eras pisoteamos esse solo sagrado, dentro de todas as nossas ignorâncias experimentadas até este momento!   

Pensarmos em quantas eras se passaram e em quantas vezes estivemos aqui é quase inacreditável, pois estamos a um passo de nos reconhecermos na totalidade como a pura Essência do Amor.  

Sim, meus Amados Seres, somos o Amor manifesto em tudo o que experimentamos, em nossas “loucuras mentais”, durante todas essas encarnações. Sempre foi o Amor que se manifestou, tentando abranger e abraçar essa Sagrada Terra.  

Livro o ABC de um Mestre

Nunca deixou de Ser o Amor, em tudo o que observamos, na semente que germina e nasce, no fruto que apodrece e cai. O Amor na sua Grandeza tem tentado reconstruir esse planeta, nos vendavais, nas enchentes, nos tufões e furacões.  

O Amor está manifesto em tudo, o Amor é a “criação”. Tudo é criado por essa energia, tudo o que acontece, aconteceu e acontecerá, em todo o Universo, é Ele, o Amor, manifestado.   As florestas, os mares e os rios, as cachoeiras e os lagos, as montanhas e os vales, o sol e a chuva, o vento, a gota de orvalho, o reflexo da luz no mar, o farfalhar do capim. Os animais “irracionais”, o gatinho que come o passarinho, a lagartixa e o camundongo, a águia que se esconde na hora de se desfazer, de trocar a pelagem… 

O Amor está sempre em tudo. Quando nasce um bezerrinho e busca a mãe para mamar, em tudo é o Amor manifesto em sua total essência. Na criança que sorri com o palhaço, que se encanta com o filhotinho do cão, é o Amor que está ali a observar. 

Nós, os humanos, habitantes desse planeta, somos também o Amor manifesto. Às vezes é um pouco difícil de acreditar, por conta do próprio comportamento que a experiência propõe. Não somos ainda o Amor em sua verdadeira essência, pois estivemos experimentando a “distância” ou o não reconhecimento dessa energia, esse ERA véu!

O “Amor” com o véu, somos nós, e é esse Amor que tem tentado se encontrar. Ele tem procurado oportunidades infinitas para se manifestar em essência, é sempre um novo aprendizado para todos nós:  nas decisões egoístas, ele pode se revelar em altruísmo, compartilhando saberes, facilitando caminhos; ele pode se manifestar na culpa, quando compreendemos que tudo é como é; na luxúria, vaidades e vícios e distrações mundanas; quando compreendemos que nada nos falta, que a falta é só a falta de olhar para nós mesmo com o olhar d’Ele, que em verdade nos preenche. Ele pode se manifestar na inveja, na rivalidade na disputa, quando se reconhece a si mesmo; o Amor cabe em todos os lugares, é só permitir que ele entre e faça as mudanças necessárias.  

Banner Quadro de Jesus Amado

O Amor se manifesta na arrogância, mostrando que o melhor caminho é a humildade. 

O Amor se manifesta no julgamento, quando permitimos a compaixão chegar num abraço afetuoso que envolve todas as experiências humanas na Energia da Gratidão.  

O Amor se diluiu em forma física para que pudéssemos expressá-lo, e sabermos o que é o medo, a dor e seus derivados. Vocês podem estar se perguntando: para que tudo isso?  O nosso trabalho está pronto, viemos aqui reconhecer essa energia, aprender como manifestá-la a ponto de nos tornarmos ela própria.   Para quê?  Somos aproximadamente 8,04 bilhões de pessoas nesse planeta, consideremos que, em estimativa de 2,6666 bilhões, aproximadamente 1/3, da humanidade já está vibrando na frequência da manifestação, e muitos já saíram das crenças limitantes sobre si mesmos, saíram de todos os apegos e medos e se lembraram do Amor manifesto em essência. Temos então, em estimativa, 5.33333333333 bilhões de seres humanos, que precisarão dessa energia para se lembrarem, assim como nós, do próprio Poder Divino.  Se ainda temos essas estimativas de almas que ainda não encontraram o caminho de volta ao Amor, preparemo-nos para esse novo ofício! A resposta para todas as perguntas é o Amor.   Temos um “ofício” a ser executado neste planeta, contando agora com cada Alma desperta que possa possibilitar o Amor em tudo.

Estamos sendo oficiados a nos apresentar para esse grande movimento, assumindo e celebrando o Divino Ofício de reconhecer o Amor na Terra. Estamos nos apresentando para Deus-Amor, reconhecendo em nós tais energias.   

Essa conexão do homem físico com o Divino em si mesmo é o Grande e Magnífico Projeto que viemos executar, o Amor manifesto em sua total essência.  Nesse momento, não cabe mais nada da velha energia, é hora de soltar os padrões que o medo nos impõe. 

Tudo o que está em nosso campo, que não seja única e exclusivamente o Amor, ainda é o véu. 

Tirem-no agora! 

Escutem esse chamado! 

Daqui a pouco, nada que estiver fora de nós fará sentido, não devemos nos perder nesse caminho que não somos nós.  

Voltem!  O Amor nos espera! 

Créditos:

  • Autora: Márcia Vasques
  • Revisora: Lúcia Miranda Rosa
  • Arte & Edição: Larah Vidotto

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Manual do Mapeamento das Emoções

O Caminho para o Reconhecimento da Sagrada Presença Eu Sou

plugins premium WordPress